Os Chevrolet Corvette de corrida

As terças-feiras do mês de fevereiro no blog serão dedicadas aos Chevrolet Corvette de corridas com uma seleção de modelos, mas antes vamos a algumas curiosidades sobre as versões para pista fechada.

Falar sobre todos os modelos é complicado, até mesmo porque ainda faltam alguns na coleção, mas vamos a uma seleção de modelos que fizeram história.

O inicio
1955 Chevrolet Corvette SR1 da Hot Wheels
A participação do Corvette nas pistas de corrida ocorreu dois anos depois do seu lançamento, em 1955, uma versão de corrida com carroceria de plástico foi preparada pela própria montadora para participar de provas no território americano. Os resultados obtidos foram muito bons, mas o projeto acabou sendo abortado pela marca em função de um acordo fechado pela associação de fabricantes.

A segunda leva
Chevrolet Corvette Sting Ray concept da Hot Wheels
A ausência direta da participação da GM não a proibiu que modelos específicos fossem desenvolvidos, é o caso do Sting Ray de 1960, denominado de Mako Shark, serviria de base para o lançamento da segunda geração do Corvette três anos depois.

Derrotando os Shelby Cobra
Chevrolet Corvette Grand Sport conversível e coupé da Hot Wheels
Denominado de Grand Sport, esse Corvette de segunda geração foi desenvolvido por Zora Duntov com o objetivo de derrotar os Shelby Cobra que reinavam absolutos nas pistas americanas, o projeto era promissor, mas a GM abortou em função do acordo que falei anteriormente, mesmo assim Duntov repassou os seis modelos desenvolvidos para equipes particulares que enfim, derrotaram os Shelby.

Os Corvettes de Greenwood
Chevrolet Corvette Greenwood de 1976 da Hot Wheels
Greenwood sempre foi um apaixonado por corridas e Corvette, por isso vários modelos COPO foram utilizados por ele até desenvolver a sua própria versão, chamada de Greenwood Corvette, o primeiro modelo foi apresentado em 1975 e participou de provas nos Estados Unidos e em Le Mans no ano seguinte.

As versões COPO
Chevrolet COPO Corvette da Hot Wheels
Como combustível não era problema, tanto em quantidade como no valor, as grandes montadoras americanas procuraram satisfazer quase todos os gostos dos consumidores, no caso da GM isso era feito através da divisão COPO, e o Corvette foi agraciado com uma versão disponibilizada para varias equipes particulares, incluindo a do ator e piloto falecido James Garner.

As gerações R
Chevrolet Corvette C6.R da Hot Wheels
O lançamento da quinta geração levou a GM em parceria com a Pratt & Miller a preparar versões específicas do Corvette para as provas de longa duração dos Estados Unidos e na Europa. As modificações se mostraram tão boas que o carro conquistou o campeonato de construtores da ALMS (Campeonato Americano) por quatro anos consecutivos. Já a sexta geração faturou a categoria LMGT1 de Le Mans três vezes (2005, 2006 e 2009).

Com a chegada da sétima geração a participação do Corvette nas pistas de corrida do mundo continua firme e forte, mostrando que a esportividade não se resume apenas as versões de rua.

Como disse, são apenas algumas curiosidades, mas não vai faltar oportunidade para falar um pouco mais, enquanto isso, não deixem de acompanhar os modelos selecionados para o especial com belas imagens e mais informações.


Comentários

  1. Parabéns pela matéria muito bem detalhada e ilustrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudações,

      Muito obrigado pelo elogio.

      Abração,

      Excluir
  2. Hermoso ese 76 Spirit of Sebring de Le Mans 1976.
    Gran coche.
    Abrazos!

    ResponderExcluir
  3. Excelente seu blog não conhecia e achei maravilhoso parabéns.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas