Chevrolet Corvette C5 Conversível

O Corvette nasceu conversível, até a primeira reestilização não havia a opção cupê, por isso em um especial como esse ele não poderia ficar de fora, vamos conhecer então um da geração cinco, acompanhem.

A quinta geração do Corvette apareceu em 1997, suas linhas representavam uma enorme evolução em relação a geração anterior, estava mais arredondada, o carro também estava maior e o interior muito mais luxuoso, isso era positivo principalmente para a versão conversível onde ficava visível, outra característica do modelo era o peso, que era o mesmo do cupê, fator importante em um carro que normalmente precisa de um maior reforço estrutural por conta da ausência do teto rígido. A mecânica também trazia novidades como o V8 350 todo em alumínio com 5,7 litros e uma potência de 345 cv com torque de 48,4 mkgf. Na Matchbox eu apresento o 2000 Chevrolet Corvette Convertible da linha básica 2008 com pintura metálica marrom e roda DS10Spoke.










Abaixo com a versão cupê da mesma geração.




Em 2001, a revista Car and Driver colocou o conversível em um embate com o Porsche Boxter S e outros esportivos europeus, o modelo se saiu vitorioso com destaque para o seu desempenho especialmente no quesito torque e potência, sem falar que recebeu muitos elogios comprovando os avanços da geração.

Em relação a mini, o cuidado ao realismo que a Matchbox prioriza nas suas miniaturas é algo muito positivo, mesmo ela produzindo basicamente Mainline, nesse Corvette isso é possível de ser observado nos retrovisores, no interior (mesmo não tendo pintura individual das partes), no para-brisa com a presença do espelho central e do para-sol; na traseira tem as lanternas, a placa e o brake light que estão pintados e na frente as luzes de seta, ufa!!!

Esse exemplar eu consegui através de uma troca com o amigo e colecionador de Vitória da Conquista, Ricardo Avaria, em fevereiro desse ano.


Comentários

Postagens mais visitadas