quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Especial o Desgaste das Minis e como Contornar

Retirar as miniaturas da embalagem tem uma série de vantagens, mas infelizmente também possuem desvantagens, acompanhem.

A grande alegria de um colecionador é quando adquire uma miniatura nova muito desejada, para quem gosta de retirar do blister a emoção é maior ainda, poder tocar, colocar as rodas para girar e depois guardar na estante para que possa ser apreciado.

O tempo passa até que um belo dia se depara com alguns problemas nas minis como: pintura cromada saindo no chassi e/ou nas rodas, pneus ficando moles e manchando o expositor e o chassi de metal com os para-choques com aspecto rugoso ou enferrujado.
'67 Ford Mustang GT500 da Mainline 2010 com rodas cromadas desbotando
Para quem coleciona os modelos básicos da Hot Wheels o desgaste observado tem sido maior nos últimos cinco anos, o cromado presente no chassi de boa parte da linha tem saído poucos meses depois de adquiridos, as rodas tem seguido a mesma deficiência, mas nesse caso outras cores também tem apresentado o mesmo problema.
'68 Ford Mustang GT/CS da Mainline 2012 Matchbox com o anel das rodas e parte do chassi com o cromado desbotando.
Em relação aos pneus de borracha, o problema tem sido observado por alguns colecionadores, os relatos apontam pneus moles, soltando partes e manchando o expositor de madeira quando fica muito tempo parado na mesma posição.
'71 Dodge Challenger R/T da série Garage 2011 com os para-choques de metal "enferrujado".
Os chassis de metal tem apresentado deficiências, principalmente os Hot Wheels, a estrutura fica rugosa parecendo que esta enferrujando.

Como contornar ou evitar esses problemas?
O blog consultou alguns dos melhores customizadores e alguns colecionadores nas redes sociais em busca de respostas para estes problemas. Segundo Luiz Cazuo, customizador e colecionador de São Paulo, as minis da linha básica tem apresentado desgaste prematuro mesmo, isso ocorre porque o cromado utilizado atualmente é uma fina camada, e conforme você fica manuseando diretamente na pintura o desgaste se acelera, Marcelo DT do Clube Hot Wheels Brasil faz a mesma observação, no entanto, salienta que isso tem sido observado em alguns lotes.
'71 Dodge Challenger R/T da série Garage 2011 com os para-choques traseiros com a aparência "enferrujada".
O plástico das miniaturas atualmente é um conjunto de polímeros que podem ter a cor que se deseja, basta realizar a mistura antes de injetar no molde, só que o cromado aparentemente não pode ser feito assim, por isso a pintura é realizada em cima da peça depois de pronta.
Bone Shaker da Mainline 2012 com o cromado desbotando nos canos de descarga, na caveira e nos faróis.
Para Bonfa Customs, outro grande customizador brasileiro, uma forma de se evitar o desgaste do cromado é manter os expositores distante da iluminação direta do sol, evitando também que os pneus aqueçam e acabem ficando moles. Thiago Araujo, outro colecionador, recomenda o manuseio das minis com luvas, principalmente quando as mãos estão suadas para evitar o contato do suor com a mini.
'72 Ford Gran Torino Sport em versão Super da Mainline 2013 com a pintura cromada desbotando
Em relação aos pneus de borracha diretamente no expositor, o melhor é não deixa-los muito tempo estacionado na mesma posição, evitar exposição direta com a luz solar e não deixá-los guardados em lugares excessivamente quentes, pois até mesmo lacrado o problema pode aparecer.
VW Beetle da Mainline 2008 com o para-choque e os faróis de metal desgastados.
Para o aspecto rugoso encontrados nos para-choques com a aparência de enferrujado e desgastado, o melhor seria pintar o chassi com algum verniz transparente para evitar o crescimento do problema.
Laterais com cromados desgastados no Mustang GT/CS da Matchbox.
De qualquer maneira o melhor é estar sempre verificando o estado das minis guardadas fora da embalagem, e tomar muito cuidado ao manusear as básicas, já que pelo valor cobrado o nível de qualidade da pintura utilizada é bem baixa. Em relação aos modelos com detalhes cromados da Hot Wheels e da Matchbox é bom evitar tocar nesse tipo de pintura, principalmente se for um Super.

Mas e vocês, tem observado outros problemas nas minis, além desses relatados? Com relação aos que foram apresentados, teria outras soluções para apresentar? Comente.

4 comentários:

  1. No caso dos pneus de borracha além de colocar uma folha de papel entre a mini e o nicho. Folha de papel cortado mais ou menos do tamanho do nicho que ocupa evita o problema de reagir a tinta com a borracha.
    Ou de mes e mes hidratar os pneus com um pco de silicone passado com cotonete deixando secar.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Doalcey, gostaria de saber se esses desgastes prematuro nas minis também é observado em minis de outras marcas como Greenlight e M2?

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, geralmente é assim. Procura-se uma coisa na WEB, achasse outra. Interessante este BLOG. Esse tópico sobre "degradação de Diecasts" geralmente é recorrente toda vez que, de tempos em tempos a qualidade de determinados fabricantes acabam caindo, mas um fato continua sendo de uma certeza única: a Uréia contida no nosso suor, é o pior vilão para os "tampo Prints" aplicados nas carrocerias, independente de serem em plástico ou zamac pintado, bem como o cromado em plásticos. Quanto aos chassis, partes móveis que vez por outra acabam perdendo a proteção da pintura, também sofrem com a Uréia e por conseguinte, dão este aspecto de "oxidado/enferrujado". E pior do que esta consequência, como acima foi citado, os pneus emborrachados, não só reagem com as pinturas em alguns tipos de expositores/nichos, mas sim se armazenados alguns modelos e inadvertidamente os "pneumáticos" tiverem contato prolongado ( como numa caixa organizadora ) com alguns tipos de pára-brisas de modelos, a reação é igual a um chiclete derretido!!! Muitos colecionadores amigos meus, por questão de espaço, acondicionam em pequenos saquinhos tipo "Zip-Lock" cada modelo individualmente ( o que ando fazendo, atualmente ) e assim "poupando" um pouco mais os detalhes em cada modelo. Parabéns pelo Blog e seu conteúdo de fino trato. M3mourph3us

    ResponderExcluir
  4. Tenho a Enzo Ferrari Super T Hunt de 2007 e mesmo dentro da embalagem, ela perdeu toda a pintura, deixando o zamac visível. Gostaria de poder restaura la...

    ResponderExcluir