Hare Splitter ou Volkswagen Rabbit ou Golf Mk1

Você sabe o que significa Hare Splitter? Pois é, deu um trabalhão, mas Minis in Foco achou o significado do nome para o Golf Mk1 da Hot Wheels, acompanhem.

O Golf é o sucessor do Beetle no resto do mundo (no Brasil foi o Gol), foi lançado em 1974 com nomes diferentes em alguns lugares, nos Estados Unidos foi denominado Rabbit (coelho), um animal peludo, dentuço, simpático e divertido. Quatro anos depois a Hot Wheels resolveu lançar a sua versão com um nome inusitado - Hare Splitter, um trocadilho com a palavra "hare", que significa lebre e "hair", que significa cabelo, acontece que essa denominação vai além, em 1948 a Warner lançou um episódio do Pernalonga (Bug Bunny no original) com esse mesmo nome (no Brasil foi chamado de triangulo amoroso), isso porque na história o carismático coelho disputa o coração da sua amada Daisy com outro representante de sua espécie, mas e ai? O modelo da marca de El Segundo é baseado no Golf que participou do campeonato de Rally da época, isso fica evidente nos grandes faróis auxiliares na grade dianteira e no teto, que conta ainda com o estepe no mesmo lugar. Na Hot Wheels eu apresento o Hare Splitter da série Heritage com pintura verde e rodas RRPrf.



















Continuando, a combinação do nome com mais o episódio e a versão de corrida levaram a essa denominação, complicado hein? Mas por que não usar o nome oficial? Conferindo a embalagem esta lá a autorização de uso da marca alemã, o que leva a crer que a dificuldade de utilizar Rabbit em outros mercados e o desconhecimento de Golf nos Estados Unidos na época a levaram a buscar essa alternativa.

Ainda sobre a mini, o exemplar apresentado é da série Heritage e vem com o capô móvel (raríssimo nos dias atuais), pintura verde clara com faixas na mesma tonalidade só que escura, base de metal e rodas com pneus de borracha, no interior é possível observar também uma pá e uma chave de boca para o caso de problemas durante uma corrida no deserto.

O carro, o Golf Mk1 ou Rabbit era a evolução natural do Beetle (Fusca) com linhas retas baseadas no VW Passat e a inversão da localização do motor - da traseira para a dianteira - que inaugurava também a opção de refrigeração a água, tração dianteira, interior simples e mecânica idem composta por motores quatro cilindros de 1,1 litros com 50 cv, 1,5 litros com 70 cv e posteriormente o 1,6 litros com 75 cv de potência. O novo Volks foi um enorme sucesso logo de cara e o resultado a gente ver nas ruas até os dias atuais.

Esse exemplar o amigo e grande colecionador de Salvador, Luiz Carlos Berenguer (Khabello), conseguiu para mim em São Paulo no mês de outubro do ano passado.


Comentários

  1. Excelente, muito boa a informação! Parabéns

    ResponderExcluir
  2. só faltou as lanternas pintadas.
    fábio/sto. andré-sp

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas