BMW Z8

Os roadster sempre fizeram parte da lista de opções da BMW e a maioria deles se tornaram clássicos muito desejados, é o caso do Z8, vamos a ele.
Em 1997, a BMW apresentou no salão internacional de Tóquio o conceito Z07 uma homenagem ao 507 - roadster da marca lançado nos final dos anos 1940 -, suas linhas era inspiradas no clássico, mas com um ar moderno e atual. A imprensa e o público cobriram a ideia de elogios, a marca se empolgou com o potencial do conceito, então fez os ajustes necessários e o mandou para a linha de montagem com o nome de Z8, 5.000 unidades foram encomendadas, o design era o seu ponto forte, mas o interior também agradava - principalmente o painel que ficava no centro e não após o volante -, a mecânica era composta por um motor V8 de 4,9 litros que gerava 400 cv de potência. Na Maisto eu apresento o BMW Z8 da série Fresh Metal com pintura azul e rodas 5 Y.












Entre os outros atributos do roadster estava a carroceria e o chassi que foram feitos todo em alumínio, o que lhe garantia um peso total de 1.585 kg, leve se levarmos em consideração que normalmente carros sem capota fixa precisam receber maior atenção para garantir a rigidez. Mas são as suas linhas que marcam sem duvida, um clássico moderno, particularmente o meu preferido entre todos os recentes apresentado pela marca.

Em relação a mini, o azul berrante da mini chama a atenção e acabam por esconder o bom nível de detalhes que existem nas linhas desenhadas na carroceria, faltaram mais cuidados com ele, pintura nos faróis dianteiro e traseiro são bem vindos e serviriam para valoriza-la, já as rodas lhe caíram muito bem.

Esse exemplar eu consegui em uma Lojas Americanas de Lauro de Freitas em dezembro do ano passado.

Veja mais sobre esse magnífico carro na reportagem Pequenos grandes roadsters: BMW Z8 do site FlatOut! (em português).

Comentários

Postagens mais visitadas